todos chora

me perdoem pelo título do post, mas não resisti hihihihi

Lembram dessa imagem? NÃO? Check this out.Então, hoje vim aqui reclamar =D  Olha, esse é o segundo post que eu dedico a este tipo de coisa, porque sinceramente, a vida de todos nós já não é fácil… imagina quando a gente tem que aguentar todo mundo reclamando… e o pior, você ainda guardar as suas críticas e reclamações pra si mesmo… NÃO dá. Decidi usar mais uma vez o meu blog querido para tal objetivo. Porque assim né, no twitter a galera manda o que quiser, muitas vezes sem ligar para o fato de que tem muita gente lendo aquilo e blablabla. Aqui não, o que eu posto aqui não aparece na sua timeline, logo você não tem que ler. Você vem aqui SE você quiser, né?

Voltando para o rumo do post. Por incrível que pareça, vou reclamar de outra rede social HAHAHAHA. Aí você pensa ‘poxa, se ela reclama tanto de redes sociais, por que ela continua usando?’ … Porque sou uma pessoa entediada, that’s the truth. Uma pessoa entediada e muito preguiçosa. Redes sociais são perfeitas para o meu tipo. Passar o dia no computador fazendo nada construtivo. Não que eu curta ou me orgulhe disso, mas enquanto o Preguiçosos Anônimos não funciona na minha vida, eu ainda não consegui largar o vício.

Mais, uma vez, de volta a abobrinha. O lance agora é o tumblr. Se você não sabe o que é, vai continuar sem saber. OK. Clica aqui pra saber. Fiz um pra mim final do ano passado, mas comecei a usar mesmo agora no final de janeiro. E o que eu percebi é que ele praticamente reuniu todas as pessoas depressivas (ou wannabe depressivas) do planeta. Isso não pode ser bom.Enquanto por um lado a galera lá parece super engajada na luta contra a homofobia, o que é algo legal, por outro lado sempre tem alguém ameaçando se matar no dashboard.

Eu só me pergunto o que leva uma pessoa a querer chamar a atenção fingindo ter uma doença que não é legal. O pior é quando a pessoa REALMENTE acredita que ela sofre de depressão pelo fato de, sei lá, o cachorro dela ter sido atropelado ou o cabelo dela estar caindo por excesso de pintura. Ok, motivos errados. Mas sério, QUEM foi que disse que a vida é fácil? Que a vida é perfeita? Os filmes mostram isso, eu sei. Mas vamos concordar né? No mundo real, quem é que não tem problemas????? E digo mais, como saber se o seu problema é pior do que o meu? Isso não existe. Todo problema, por mais ridiculo que possa parecer pra você (como o cachorro atropelado ou a queda de cabelo), vai ser sempre grande e ruim na vida de quem tem que aguentá-lo. FIM.

Outro ponto engraçado é: a pessoa realmente tem depressão (ou não). Aí ela resolve criar uma conta numa rede social (twitter, tumblr, etc.) e fica anunciando pro mundo todos os seus problemas e OH COMO SOFRO minha vida acabou. PRA QUÊ? Sério, a ajuda não está na internet. Ou pelo menos, não nas redes sociais. Aí ainda chega aquela pessoa ‘esperta’ e vai lá e fala um monte de coisa ruim só pra outra se sentir pior ainda. Isso quando não é a propria pessoa depressiva que manda mensagem de ódio pra ela mesma, pra fazer com que os outros sintam pena e mandem mensagens de ‘ eu te amo você é linda’. Não aguento.

Quer dizer, aguento sim, por que lá vou eu de volta pro tumblr. E até o próximo post. hehehe

Des-gosto

AEAE primeiro post de Agosto. Aviso logo que não postarei muito from now on porque né… Minhas férias acabam esse mês e…. ANYWAY.

Um dos meus primos sempre brinca com esse trocadilho: Agosto, mês do desgosto. E aí que eu tinha esse post preparado na cabeça e super combinou com tudo.

(vou falar umas abobrinhas antes do post começar né, pra contextualizar :B)

Então… Já faz um tempo que coisas andam me pertubando. Não, essa palavra é muito forte… Azucrinando é melhor. E tudo vem do Twitter. Não sei se fui a única a reparar em como a maioria das pessoas só reclamam,  odeiam tudo…

Bom, como EU não acho que esse seja o real propósito do twitter, minhas reclamações eu guardo pra mim. Mas como tenho esse blog que é meu e lê quem quer, resolvi postar aqui. Mas não se preocupe, reclamar está longe ser meu hobby, não vou fazer disso um hábito. Pra ficar até organizado, toda vez que essa imagem:

aparecer aqui, você  já sabe que o post vai ser sobre alguma reclamação minha. Aí você pode ignorá-lo sem perder tempo ou você pode ler e concordar comigo

Então, vamos lá né:

1. Uma das coisas que mais me irrita no mundo são rótulos. Sério. Se existisse um livro, tipo um dicionário, com cada definição e exemplo de rótulos como o que é rock, punk, pop, emo, indie… eu seria uma pessoa mais feliz. Porque dizer coisas como Capital Inicial é rock, realmente me pertubam. Eu já não uso rótulos faz tempo, porque não sou fã de usar/falar coisas que eu realmente não sei o significado. Sou adepta do alternativo. Chamo tudo de alternativo pra evitar discussão. Mas até hoje me dói ver as pessoas banalizando os termos…

2. Meu ‘vício’ por esmaltes me levou num mundo novo da moda, que até hoje eu tento entender, mas que não, muito complicado pra virar way of life. Daí que nesse mundo né, por incrivel que pareça, nem todas as meninas são patys daquelas que eu costumava ver nos filmes. São meninas legais, entendidas do assunto. Mas é claro que há suas exceções. Ao invés de encontrar aquela paty antipática… encontrei aquela paty que quer ser da onda… ela não quer ser a mais linda, bem vestida, ela quer ser o próprio produto de tudo aquilo que está na moda. Tuuuudo o que ela faz é DEMAIS, a melhor aventura de sua vida… ela só vai para os lugares mais badalados com a turma pop….sempre por dentro das tendências…

E eu ? O que eu tenho a ver com isso? NADA. Só queria saber o que se passa realmente dentro da cabeça de uma pessoa assim… sério.

3. A última coisa que vem me irritando profundamente são os reclamões mesmo. É o tipo de pessoa que tá lá no twitter… aí tá vendo vááárias pessoas comentando sobre determinado assunto…filme, seriado, banda, música, pessoa… ou então seus amigos descolados ficam te indicando algo com a promessa de ser a coisa mais perfeita que eles já viram… aí se acham a última  coca-cola do deserto ( agindo como se sua opinião fosse A coisa mais importante do universo) e simplesmente falam MAL de tuuuuuuuuuuuuuuuuuudo, tudo, tudinho mesmo, TU-DO. Agora eu pergunto: O ser tá lá no twitter vendo a galera falando bem ou mal de algo que ele nem sabia que existia…ai ele se dá o trabalho de assistir, e no segundo que acaba já tá lá falando MAL como se fosse o entendedor do assunto. Me diz se eu vou me importar com isso???? Não né, por favor.

Olha, é complicado. Pior mesmo é quando você vê pessoas que você conhece, que você gosta, que você admira, comentendo coisas desse tipo. Na minha HUMILDE opinião, o twitter é algo perigoso pelo simples fato de expor você na sua essência, já que cada vez mais é dificil evitar escrever lá tudo o que vem na sua cabeça, sem considerar as consequencias ou o real significado daquilo. Eu falo isso até porque não escapo dessa realidade… já cansei de contar as vezes que escrevi coisas lá que me arrependi depois. Mas uma coisa eu posso falar, não cometo nada disso que escrevi aí em cima, até porque NÉ, são coisas que eu não curto meeeeesmo. Tem muita coisa no twitter que me deixa mas, anyway… assim como as pessoas não vão simplesmente mudar, eu também não vou simplesmente parar de usá-lo. FATO. Só queria deixar registrado minha frustração aqui.

Em breve eu volto com mais!

Até.