Diário de uma preguiçosa

Olha, vontade de escrever não falta, problema sempre vai ser a preguiça.

Mas falando sério, até que tô melhorando. Entrei na academia (apesar de ainda não ter conseguido ir todos os dias da semana), tô estudando direitinho, indo aos treinos (quando não estou ~trabalhando ou viajando) e até consegui me comprometer com o derby ainda mais.

Falando nisso, faltam 34 dias pro Brasileirão de Roller Derby. Esse ano vai rolar ~campeonato ( infelizmente com poucos times, já que precisa de mais geeeente jogando) e bootcamp. A ideia de viajar pra SP com um grupão de amigas lindas que jogam pra caramba e são tudo de bom é bem feliz. Mas, pra ser sincera, achei que fosse estar mais empolgada. Primeira vez que vou jogar ~sério, competindo (até comecei academia por conta disso), mas assim, tá faltando alguma coisa. Espero que eu descubra o que é até lá.

Ainda tô sem trabalho ~fixo, mas consegui fazer uma ponta no Rock In Rio e apesar de todos os pesares (pouco dinheiro, muito cansaço e algum aborrecimento) foi demais, definitivamente o que eu quero fazer. Mas por enquanto tá difícil conseguir algo na área, o jeito está sendo procurar qualquer coisa mesmo que me ajude a me manter no Rio.

E vai rolar uma reforma no apartamento onde tô morando. Tô super empolgada, adoro mudança de visual e não vejo a hora de dar um up aqui. Tadinho, o ap é bem mais velho que eu e faz um bom tempo que não rola uma reforma (se é que já rolou alguma vez na vida).

Planos para 2014 já estão rolando. O que me fez pensar sobre anos bons e ruins. Um dos melhores anos da minha vida foi 2004. Nessa altura do campeonato nem lembro bem direito o porquê, só sei que por bastante tempo tive essa impressão. Eu estava na oitava série, estudava de manhã no Auxiliadora pela primeira vez e o Rogério ainda era uma grande parte da minha vida. Devia ter algo a ver. Não sei. Daí não lembro muito bem das coisas, porém parece que os anos ímpares começaram a fazer mais diferença: 2005 mudei de escola, fiz 15 anos (e papai morreu :////), 2007 entrei na faculdade, 2009 fui pro Canadá *-*, 2011 passei meu niver em NYC num show de uma das minhas bandas favoritas… e 2013 me mudei pro Rio e participei do RiR. Mas tenho a forte impressão de que 2014 vai ser um desses anos que vai marcar, estilo 2004, mesmo que seja por algo que eu não vá mais lembrar em dois, três anos. O que importa é que a sensação é boa e que tem tempo pra fazer as coisas realmente acontecerem ano que vem, mesmo sendo um ano par.

E é basicamente isso. A preguiça continua ditando minha presença aqui, mas quem sabe né. Talvez eu volte com mais frequência pra falar de coisas aleatórias da minha vida. Ou até de coisas mais interessantes do mundo, como a minha próxima fantasia de halloween HEHHE.

Anúncios