Homeland mandando ver

ATENÇÃO, MUITOS SPOILERS ABAIXO

 

Sinceramente, estava apreensiva com a segunda temporada de Homeland.

Sabia que a Carrie não iria mais fazer parte da CIA, mas já tinha lido que ela estaria envolvida em alguma coisa. Óbvio, já que sem emprego ou qualquer função mais importante, a série não teria muito pra onde ir. Quase acreditei no começo que a importância dela seria apenas aquele tipo de coisa de “ir em Beirut caçar informações com alguns informantes que só confiam nela”, mas quando o Saul achou (muito sagaz e misteirosamente) um cartão de memória com a confissão do Brody (WHAT????) no meio do que a Carrie conseguiu pegar, as coisas realmente começaram a melhorar.

Veja você, eu tenho um problema com séries que avaçam rápido demais. Homeland é exatamente assim. Primeiro, Brody e Carrie se pegaram logo na metade da primeira temporada. Aí quando a operação investigar o Brody começou, eu rezei pra essa ser a principal linha de história da segunda temporada. Mas claro que isso não ia acontecer. Eu até desconfiei e fiquei com medo, achando que essa temporada estava fadada ao fracasso por falta de história tensa pra desenvolver. E então, quase no meio da temporada, Brody é capturado e vira um agente duplo. Ok, era algo a se esperar, porém não tão cedo assim.

Resumindo a dança, Brody descobre que vai haver um ataque terrorista, descobre onde vai ser, descobre que Abu Nazir está nos States. Tudo isso no episódio do domingo passado, Two Hats. Mas como é possível perceber, o nome do episódio não condiz com essa linha de eventos, até porque a grande sacada do episódio nem foi tentar deter o ataque terrorista do Nazir. Foi descobrir que Peter Quinn, o tal analista que o Estes fez questão de coordenar a operação do Brody, tem outra agenda (digo, objetivo) assim como parece ter também o Estes.

E é aí que a gente sabe que pode confiar numa série como Homeland. É claro que ela tem defeitos (até hoje não consegui engolir o lance do cartão de memória, apesar de estar grata por tudo aquilo ter acontecido), mas mesmo avançado vários sinais na história, ela ainda consegue desenvolver histórias ainda mais tensas em momentos bem oportunos, e que muita gente não teria desconfiado.

Mas o motivo desse post aqui foi apenas para dizer que eu sinto TANTO por ter desconfiado do Saul. Sério, sempre achei que ele, por mais fofo e sábio e brother e qualquer coisa boa que ele aparentasse ser, trairia a Carrie, a CIA, e os EUA de algum jeito. É claro que ele ainda não está fora de perigo, mas depois do que ele vem fazendo, é difícil acreditar que ele é do contra. E se ele for, acho que vou ficar mais decepcionada ainda do que não ter confiado nele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s