Aventuras: do final

Terça, dia 4 de Janeiro de 2011.

Esse dia começou na cama. Dormi até umas duas da tarde porque passei a noite no hospital né. Acordei só a fome, me arrumei como uma bala e saí, afinal, era meu último dia lá e eu ainda tinha lembranças pra comprar. De todas os lugares que eu ainda queria ir, decidi pela Barnes & Noble.

Lembrei de quando a Saraiva MegaStore abriu aqui e todo mundo pirou nela. Acho que a sensação que essas pessoas (todo mundo) tiveram foi, tipo assim, 1/3 do que eu senti lá. Quatro andares de puro luxo. Livros e mais livros e livros e mais livros. Livros BONS. E quando eu digo bons, eu digo livros que me interessam realmente. Clássicos, BARATOS. Um mundo de perdição. Fiquei igual barata tonta lá e ainda gastei míseros 150 dólares. Míseros sim porque ainda tinha um mundo de coisa que eu queria e que dava pra eu ter comprado. Mas não comprei porque ACHAVA que minha compra já tava ultrapassando 300 dólares, veja você.

Depois de lá fui na Mc descolar uma batata frita. Voltei pra ‘casa’ de táxi (ah, a preguiça…) e fui arrumar minhas coisas. FIM.

Brincadeirinha.

Na real, minha viagem à NYC acabou basicamente aí. Fui pro aeroporto, passei mal, peguei o avião pra Halifax e fui ser feliz. Ou quase isso. Minha viagem pra Halifax é pessoal. Se tornou pessoal desde o momento que eu parei de escrever de lá quando tava no intercâmbio (mentira, primeiro foi a preguiça).

Encontrei amigos lá, uns muito chegados, outros que eu quase nem falava, conheci pessoas e a vontade de ficar lá aumentou significantemente. Na real, a vontade de NÃO voltar aumentou. Não tenho 100% de certeza de que quando eu for me mudar, eu vá pra lá. Mas visistar, sempre!

Então, último dia sem graça, post sem graça, sorry. MAS MAS MAS, já notaram as mudanças? Não digo nem do layout (que no momento é provisório), mas do nome. SIIIIM, mudei o domínio, agora sou clau-strophobic *-* Just like my Tumblr . Me sinto na quinta série de novo, quando eu tinha um nick pra tudo. TENSO.

Well, té mais e see you soon!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Aventuras: do final

  1. A pergunta que não quer calar: Inês está viva?
    E uma perguntinha minha: tu consegue lembrar de TODOS os teus momentos em Halifax? Com detalhes?
    É que ultimamente eu ando meio obcecada por lembrar de tudo e fiquei pensando: esses momentos pessoais são os que mais eu quero lembrar e são também os que mais me dão vontade de escrever, nem que seja naquele caderninho só pra mim. Acho legal, sei lá, daqui a 10 anos eu reler e conseguir lembrar de tudo como se fosse ontem. Tô brega.
    Enfim, se tu quiser te dou um caderninho de presente *.*
    =*

    • Pois é, Lari… te entendo. Eu até lembro. Mas em dias diferentes. Assim, se eu sentar e escrever agora, eu vou lembrar de maioria das coisas. Mas aí amanhã quando eu ler o que eu escrevi, eu vou lembrar de mais detalhes. Ou então, como acontece muito, eu lembro de tudo mas na hora de escrever eu esqueço vááários detalhes. Quando eu criar um pouco mais de coragem, vou voltar a escrever ‘diários’ hahaha (tenho os meus de 2001 a 2006 guardados!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s