Choose (for) me.

Pra começar, 100000 desculpas. Não gosto de ficar muito tempo sem postar não. Eu acompanho outros blogs e sei q é meio chato esperar a boa vontade da pessoa postar… E, eu até queria vir aqui, só enrolei enrolei enrolei….

Então, sobre o post de hoje… ele é meio pessoal. E curto também, sorry.

Acho que algumas pessoas sacam da onde vem essa frase do título. Originalmente ela é o Choose me. A primeira vez em que eu a ouvi foi em My Best Friend’s Wedding, já no final, quando a Jules tá implorando pro Michael deixar a Kim e ficar com ela…. Alguem mais lembra disso?

Aí, a querida Shonda Rhimes resolveu usar essa frase com a Meredith e o McDreamy, e aí acho que muita gente vai lembrar né? … E hoje eles estão lá todos bonitinhos e felizes… Mas lembrem, quando a Meredith perguntou, ele disse que não. Ele preferiu tentar mais uma vez com a Addison… sei lá o que achar disso.

Bom, o meu choose me é diferente porque tem o FOR, que muda tudo. Estou com SÉRIOS problemas para tomar decisões. Então, alguém quer decidir as coisas por mim?

A onda é a seguinte: quero E vou viajar final do ano. PRECISO. O problema é decidir pra onde. Queria passar o ano novo em NY…

mas sinto que não vai ser mt legal se eu for sozinha. Quero ir pra Halifax porque lá é legal e eu conheço algumas pessoas.

Mas não sei se vou voltar legal (da ultima vez que fui pra lá voltei bem triste). Quero ir pra Dublin porque todos os homens bonitos são de lá o meu ‘amigo’ de quem eu gostei por muito tempo esta lá.

Como proceder????

Sério, já faz um tempo que as minhas escolhas me levam por caminhos que eu não desejei. Então como escolher algo sem ter aquela responsabilidade de tomar a decisão certa???

Lembro que desde que essa dúvida cruel pertuba minha mente, já liguei o som do carro duas vezes e tava tocando Empire States Of Mind. Seria um sinal? E no momento em que posto me sinto muito inclinada a ir pra Irlanda porque to conversando com o meu amigo e… sabe né?

Mas e aí? Como decidir? HELP!

Segunda feira 13

Nove dias depois…. eu voltei =D

Assim, toda aquela minha inspiração foi pro brejo. Eu devia estar fazendo trabalho pra amanhã, mas não, vim aqui.


Ando com vontade de escrever. Na real eu tenho a minha historinha na cabeça, problema é saco pra escrevê-la… Anyway, não foi pra isso que eu vim aqui.

Quem me segue no twitter já deve ter me visto falar de Felicity…. Pois bem… hoje vim colocar aqui algo que vi lá… Na real é uma quotation que fala de um poema… Olha, não curto poema não, sério… toda aquela linguagem rebuscada e conteúdo subjetivo pra mim não significa muito (pra expressar o que eu sinto não inventaram nada melhor que música)… mas esse….parei pra ele…

Vamos lá então… A quote desse episódio (1×06 Cheating):

“Listening to your tape, I was reminded of this poem. It has the central question: Is it harder to count on someone or to know that you’re being the one counted upon? Anyway, there’s this part that goes: “if equal affection cannot be, then let the more loving one be me.” Have you ever read that one? It’s one of my favorites.”

E agooora o poema:

The More Loving One
by W.H. Auden
Looking up at the stars, I know quite well
That, for all they care, I can go to hell,
But on earth indifference is the least
We have to dread from man or beast.
How should we like it were stars to burn
With a passion for us we could not return?
If equal affection cannot be,
Let the more loving one be me.
Admirer as I think I am
Of stars that do not give a damn,
I cannot, now I see them, say
I missed one terribly all day.
Were all stars to disappear or die,
I should learn to look at an empty sky
And feel its total darkness sublime,
Though this might take me a little time.
Lindo. Pra quem não entendeu, eu poderia até traduzir, mas aí não vai expressar toda a beleza dele…

Deixo vocês com este pequeno post, só pra tirar a teia ;D


it’s plain to see.

Today I’m feeling like writing in English. Actually not today exactly… The thing is that when I thought about this post, I wanted to write it in English. So I’m sorry if you don’t understand it, just ignore it ok? And if you understand it quite well, ignore my mistakes, this subject is too complex for my vocabulary =D

These days have been doing great for me.. I just realized a lot of things and stopped believing in others things that were keeping me down. Amazing. I made some very important decisions regarding friendship. No, I’m not talking about those things we do when we are young and believe everything is perfect. Actually what I did sounds a little bit like that movie, Into The Wild,(SPOILER ALERT) except for the part of the death and blablabla…

Anyway, basically what I did is change. I remember when I was like 12 and I used to think that my life sucked and that I would never be happy and stuff… And I really wanted to change, but I just couldn’t. I would act differently for a couple of days and then I would forget that I wanted to be someone else. Now it happened in a amazing way. First I’ve changed, then I realized that it’s just what I wanted to do! And so far I’m still acting differently. It could be just a phase, but I’m pretty sure that I know where this change comes from. And it’s something that it’s not in my power to control. So… it feels like I don’t know what can happen from now on. I can be someone else tomorrow and it’s kinda scary!

But I like to know I still have the capacity to be someone different in some aspects. And the most important thing is that all that crap about love and fairy tales finally disappeared from my mind. I feel like I’m a grown up now, at least mentally. People don’t fool me anymore, not as easily as it used to be. And I don’t care about them easily as well. In fact, I’m a little bad now, like there is this anger inside me that wants to be released. And that part I don’t like, but eventually I will learn how to deal with that. And, luckily, it won’t be too late… but either way, I’m prepared for bad things. I’m not afraid of dying anymore.

Crazy talk huh? Just what I needed. Thank You, see you next time, in Portuguese!